Mariana Altricher Prescott College

Mariana Altricher

Ph.D. SENHORA
Declaração Acadêmica

Mariana Altrichter é argentina, viveu na Costa Rica por mais de cinco anos e nos Estados Unidos desde 2001. Ela recebeu seu mestrado em Conservação da Vida Selvagem pela Universidade Nacional da Costa Rica e seu doutorado. Mestre em Recursos Naturais e Antropologia Cultural pela Universidade do Arizona. Mariana tem feito pesquisas biológicas e sociológicas nos últimos 25 anos sobre a conservação da biodiversidade, o uso da vida selvagem por populações rurais e indígenas e as interações entre a macroeconomia e os meios de vida das populações locais. Ela publicou mais de 30 artigos científicos, livros e capítulos de livros. Ela também se interessou mais pela educação ambiental como uma abordagem importante para cultivar a alfabetização ambiental precoce. Ela criou um programa de educação ambiental para crianças em Prescott e publica no campo desde 2004.  

Mariana tem uma ativa agenda internacional de pesquisa sobre as mudanças antrópicas nos neotrópicos e interações entre povos indígenas e meio ambiente. Seus projetos de pesquisa recentes incluem o uso e conservação da vida selvagem em uma reserva indígena na Costa Rica, os efeitos das políticas econômicas sobre a biodiversidade e camponeses locais. Liv meios de subsistência no Chaco argentino e o status de conservação dos queixadas na América Latina.

Mariana promove a compreensão interdisciplinar dos sistemas sócio-ecológicos e uma abordagem à educação que forma os estudantes compassivos e de pensamento amplo e profundo através da educação transformativa-experiencial. Ela acredita que o ensino interdisciplinar ajuda a capacitar os alunos para compreender os problemas ambientais e sociais como interligados e como parte de escalas maiores de dinâmica histórica, política e econômica complexa.

Mariana ministrou cursos de graduação na University of Arizona e University of Redlands e cursos de campo de pós-graduação para a Organization for Tropical Studies (University of Duke). Desde 2011 leciona cursos de graduação na Prescott Collegee orientar alunos de mestrado e doutorado para Prescott College, Townson University e várias universidades latino-americanas.

Afiliações profissionais

  • Presidente do Grupo de Especialistas em Pecari da IUCN
  • Membro da Comunidade EDGE (Evoluntariamente distinta e globalmente ameaçada): Iniciativa de pesquisa e conservação da Zoological Society of London
  • Autoridade Focal para a Lista Vermelha da ICUN e coordenadora nacional do Grupo Especialista Peccary da ICUN
Educação
  • Ph.D. Escola de Recursos Naturais Renováveis, Universidade do Arizona. Recursos naturais e antropologia cultural. 2005.
  • Mestrado Programa Regional para a Mesoamérica e Caribe, Universidade Nacional da Costa Rica. Conservação e Manejo da Vida Selvagem. 1997.
  • BS Escola de Ciências Naturais, Universidade Nacional de Córdoba, Argentina. Ciências Biológicas. 1994.
Perícia
  • Experiência de ensino:
  • Prescott College, Arizona. Programa de Mestrado em Artes. Mentor graduado. Presente 2010.
  • Prescott College, Arizona. Estudos Ambientais e Estudos Culturais e Regionais. Presente de 2010.

Ensino no campus e cursos internacionais baseados em campo para programas de Estudos Culturais e Regionais e Estudos Ambientais, orientando estudantes e orientando mestrados e teses de graduação.

Cursos ministrados:

    • Biologia de conservação
    • Turismo, conservação e cultura em Massailand, Quênia
    • Globalização e Meio Ambiente na América Latina
    • Interface urbano-floresta
    • Ecoturismo e Conservação de Base Comunitária na Costa Rica
    • Conservação da Biodiversidade e Culturas Indígenas no México
  • OTS (Organização de Estudos Tropicais). Coordenadora e professora: Conservação Através da Lente dos Povos Indígenas. Costa Rica, agosto 2013.
  • OTS (Organização de Estudos Tropicais). Professor convidado: Ecologia Tropical e Conservação. Costa Rica, fevereiro 2013.
  • Universidade de Redlands, Centro de Estudos Ambientais. Professor assistente. 2006-2010.

Ensino no campus e cursos internacionais baseados em campo para programas de Estudos Latino-Americanos e Ciência Ambiental, orientando estudantes, participando de projetos curriculares, governança de universidades e dirigindo projetos de teses de graduação.

Cursos ministrados:

    • Restaurando a Terra
    • Vivendo Verde
    • Desenvolvimento e Meio Ambiente na América Latina
    • Ecologia para cientistas ambientais
    • Desenvolvimento Sustentável na América Latina
    • Conservação na Prática
    • Organização comunitária e conservação na Costa Rica
  • Universidade do Arizona. 2004 - 2005.
    • TA Biologia Molecular e Geral.
  • Universidade do Arizona. Junho 2003, 2005.
    • Curso de campo: Biologia tropical e fotografia da natureza na Costa Rica.
  • OTS (Organização de Estudos Tropicais). Junho 2000.
    • TA Biodiversidade Tropical.
  • OTS (Organização de Estudos Tropicais). Janeiro-março 2000.
    • TA Ecologia Tropical e Conservação.
  • WWF, Universidade Nacional da Costa Rica. 1999.
    • Conservação e Ecologia das Ilhas Oceânicas. Ilha do Coco, Costa Rica.
  • Comitê de Córdoba sobre Conservação da Natureza. 1990-1993.
    • Educação ambiental.
  • Programa Ambiental das Nações Unidas. 1989-1992.
    • Educação Ambiental no Ensino Fundamental e Médio.

 

Publicações

PUBLICAÇÕES SELECIONADAS

 

Caruso, F., M. Altrichter et al. 2018. Humanos e Jaguares - Novas percepções sobre o papel dos fatores sociais em um antigo conflito No prelo. Oryx.

Pacheco, L., Altrichter, M. et al. 2018. O crescimento econômico como uma das principais causas da crise ambiental: Comentário a Ripple et al .. BioScience 68 No. 4.

Camino, M., Cortez, S. Altrichter, M. & Matteucci, S. 2018. Relações com a vida selvagem dos povos Wichi e Crioulos do Chaco Seco, uma perspectiva de conservação Etnobiologia e Conservação 7:11.

Munoz, AR, Torres, R., Giordano, A., Quiroga, V., Thompson, J., Baumann, M., Altrichter, M., et ai. 2018. A perda de habitat e a caça excessiva causam sinergia na extirpação de jaguares do Gran Chaco. Diversidade e Distribuições. 1-15.

 Kuemmerle, TM Altrichter, G. Baldi et al. 2017. Conservação da floresta: Lembre-se do Gran Chaco. SCIENCE 355: 465.

 Altrichter, M. et al. 2016. Situación de conservación del pecarí del Chaco o tagua (Catagonus wagneri): distribución, aptitud de hábitat y viabilidad poblacional. Paraquaria 4 (2): 30-39.

 Briceño-Méndez, M., EJ Naranjo, S. Mandujano, M. Altrichter e R. Reyna-Hurtado. 2016. Resposta à caça de duas espécies simpátricas de queixadas (Tayassu pecari e Pecari tajacu) em Calakmul, México. Tropical Conservation Science, no prelo.

 Camino, M., Cortez, S., Cerezo, A & M. Altrichter. 2016. Conservação da vida selvagem e percepções de diferentes culturas coexistentes. International Journal of Conservation Science 7: 109-122.

 Reyna-Hurtado R., H. Beck, C. Chapman, A, Keuroghlian, M. Altrichter e outros, 2015. Quais fatores ecológicos e antrópicos afetam o tamanho do grupo em queixadas (Tayassu pecari)? Biotropica.

 Altrichter, M. & F. Carbonell. 2013. Efectos de la cacería en la Reserva Indígena Talamanca Bribrí-Cabécar, e importancia del Parque Internacional La Amistad, Costa Rica. Revista Latinoamericana de Conservación 3 (2): 38–47.

 Stoker, P., C. Willett, M. Altrichter & P. ​​Sherman. 2012. Uso de habitats por coiotes (Canis latrans) no Parque Nacional Joshua Tree, Califórnia. The Southwestern Naturalist, 57 (2): 214-216.

 Altrichter, M. 2011. Importância da vida selvagem como fonte de alimento para os povos indígenas em Talamanca, Costa Rica (espanhol). Biocenose, 25: 1-2.

 Altrichter, M. et al., 2011. Declínio de todo um ecossistema chave do ecossistema neotropical, o queixada Tayassu pecari. Oryx, 46 (1): 87-98.

 Gongora, J., C. Biondo, J. Cooper, A. Taber, A. Keuroghlian, M. Altrichter. et al., 2010. Revisitando o status das espécies de Pecari maximus van Roosmalen e outros, 2007 (Mammalia) da Amazônia brasileira. Boletim Zoológico de Bonn, 60: 95-101.

 Altrichter, M. & X. Basurto. 2008. Efeitos da privatização de terras no uso de recursos de uso comum de mobilidade variável no Chaco argentino. Conservation and Society, 6 (2): 154-165.

 Altrichter, M. 2008. Avaliando o potencial de manejo comunitário de pecarídeos através da teoria dos recursos comuns na área rural do Chaco argentino. AMBIO: Um Jornal do Ambiente Humano, 37 (2): 108-113.

 Altrichter, M., G. Boaglio & P. ​​Perovic. 2006. O declínio da onça-pintada Panthera onca no Chaco argentino. Oryx, 40: 302-309.

 Lopez, M., T., M. Altrichter, E. Eduarte & J. Sáenz. 2006. Aspectos nutricionais da dieta do cateto Tayassu pecari no Parque Nacional do Corcovado, Costa Rica. Biología Tropical, 54: 687-700.

 Altrichter, M. 2006a. Vida selvagem na vida das pessoas locais no Chaco argentino. Biodiversidade e Conservação, 15: 2719-2736.

 Altrichter, M. 2006b. A sustentabilidade da caça de subsistência dos catetos no Chaco argentino. Conservação Biológica, 126: 351 – 362.

 Peri, J., M. Altrichter, R. Cudney-Bueno, J. Gulick e M. Hershdorfer. 2005. Reciclagem de computadores: Redes e possibilidades de expansão em Tucson, Arizona. Antropólogo do Arizona, 16 anos.

Altrichter, M. & G. Boaglio. 2004. Distribuição e abundância de queixadas no Chaco argentino: suas associações com fatores humanos. Biological Conservation, 116: 217-225.

 

Capítulos de livros

 

Altrichter, M. et al. 2018. Peccaries; conservação e manejo. Capítulo 26. Em: Ecologia, Conservação e Gestão de Porcos Selvagens e Peccaries. Cambridge University Press.

 Altrichter, M. et al. 2018. Pecari Chacoan. Capítulo 23. Em: Ecologia, Conservação e Gestão de Porcos Selvagens e Peccaries. Cambridge University Press.

 Altrichter, M. et al. 2018. Pecari Colado (Pecari tajacu). Capítulo 24. Em: Ecologia, Conservação e Gestão de Porcos Selvagens e Peccaries. Cambridge University Press.

 Beck, H., A. Keuroghlian, R. Hurtado, M. Altrichter & L. Gongora. Pecari de lábios brancos (Tayassu pecari). Capítulo 25. Em: Ecologia, Conservação e Manejo de Porcos Selvagens e Peccaries. Cambridge University Press.

 Caruso, F. Perovic, P & M. Altrichter. Atitudes e percepciones sociales ante a onça-pintada (Panthera onca) no noroeste Argentino. Cap. 23. In: Castaño-Uribe C., CA Lasso, Hoogesteijn R. e E. Payánn-Garrido (Editores). Conflitos entre felinos e humanos na América Latina. Instituto de Investigación de Recursos Biológicos Alexander von Humboldt. Bogotá, DC, Colômbia. 349-361 pp.

 Gilbert, LE Altrichter, M. et al., 2016. Pacific Lowland Forest. In: Os ecossistemas da Costa Rica. M. Kappell & L. Diego Gomez (Eds.) Chicago Press Book. 2016

 Taber, A., H. Beck, S. Gonzalez, M. Altrichter, M. Barbanti e R. Reyna-Hurtado. 2016. Órfãos da conservação - meios de subsistência ameaçados: Ungulados da floresta neotropical. In: Conservação Tropical: Perspectivas sobre Prioridades Locais e Globais. Imprensa da Universidade de Oxford.

 Pacheco, L. Buchori, D. Altrichter, M. et ai. 2016. Conservação como o novo paradigma para o desenvolvimento. Em: Conservação Tropical: Perspectivas sobre Prioridades Locais e Globais. Imprensa da Universidade de Oxford.

 Di Bitetti, M., M. Altrichter e outros, 2016. O jaguar na Argentina. Em: onças-pintadas na borda: uma avaliação e perspectivas da conservação continental do jaguar. Fundo de Cultura Económica, México.

 Altrichter, M. 2008. Avaliando o potencial de manejo comunitário de pecarídeos através da teoria dos recursos comuns na área rural do Chaco argentino. AMBIO: Um Jornal do Ambiente Humano, 37 (2): 108-113.

Apresentações

Apresentações nos últimos anos 5

 

  1. Caruso, F., M. Altrichter & P. ​​Perovic. 2015. Percepções sociais sobre áreas protegidas e seu impacto na conservação da onça-pintada no norte da Argentina. Conferência Nacional de Áreas Protegidas, San Juan, Argentina.
  1. Camino M., S. Cortez, M. Altrichter & SD Matteucci. Setembro Avaliação da amostragem participativa como ferramenta de pesquisa da vida silvestre no Chaco argentino (espanhol). XXV Reunião da Sociedade Argentina de Mamíferos. Lujan, Buenos Aires. 
  1. Beck, H. & M. Altrichter. Fevereiro de 2012. Aumentando nossa visibilidade: como disseminar avaliações de espécies para um público mais amplo. Reunião de presidentes da IUCN / SSC. Abu Dhabi.
  1. Camino M., S. Cortez, M. Altrichter, SD Matteucci. Maio Aplicação de uma pesquisa participativa de monitoramento da vida silvestre no Chaco argentino (espanhol). VII Conferência Internacional sobre Manejo da Vida Selvagem na Amazônia e na América Latina. Salta, Argentina.
  2. Altrichter, M. et ai. Agosto 2009. Biologia, Conservação, Saúde e Gestão de Porcos e Porcos. 10th International Mammalogical Conference, Mendoza, Argentina.
  3. Chalukian, S., A. Taber, M. Altrichter. et ai. Agosto 2009. Status de conservação da Anta Brasileira. 10th International Mammalogical M Conference, Mendoza, Argentina.
  4. Altrichter, M. & F. Carbonell. Setembro Áreas protegidas e povos indígenas: consumo da fauna silvestre na Reserva da Biosfera La Amistad (espanhol). 2ª Conferência Latino-Americana de Áreas Protegidas. Bariloche, Argentina.

 

  1. Altrichter, M. & G. Boaglio. Agosto de 2006. Distribuição e status de conservação de onças-pintadas no norte da Argentina. Conferência Nacional da Associação de Mamíferos (espanhol). Córdoba, Argentina.
  1. Altrichter, M. & G. Boaglio. Agosto de 2006. Uso da vida selvagem por camponeses no norte da Argentina. Conferência Nacional da Associação de Mamíferos (espanhol). Córdoba, Argentina. 2006.
  1. Altrichter, M. September Projetos atuais de pesquisa e conservação de catetos na América Latina. VII Conferência Internacional sobre Manejo da Vida Selvagem na Amazônia e na América Latina. Bahia, Brasil. 
  1. Altrichter, M. September A Range-Wide Status Analysis of Lowland Tapir & White-lipped Peccaries. Conferência internacional sobre o manejo da vida selvagem na Amazônia e América Latina. Bahia, Brasil. 
  1. Altrichter, M. September Avaliando a sustentabilidade da caça de subsistência no Chaco. Conferência internacional sobre Manejo da Vida Selvagem na Amazônia e na América Latina. Bahia, Brasil.
  1. Altrichter, M. June 2005. Questões de conservação de queixadas na Argentina e na Costa Rica. Participante convidado para o “Lowland Tapir (Tapirus terrestris) e Peccary Branco-Lipped (Tayassu pecari) Análise do estado geográfico de toda a gama e definição de prioridades de conservação ”. WCS, La Paz, Bolívia.
  1. Altrichter, M. November 2004. Obstáculos para a implementação da conservação baseada na comunidade no Chaco rural argentino. VI Conferência Internacional sobre Manejo da Vida Selvagem na Amazônia e na América Latina. Iquitos, Peru.
  1. Lopez, M., J. Saenz, M. Altrichter & E. Duarte. Novembro 2004. Aspectos nutricionais da dieta de catetos no Parque Nacional do Corcovado, Costa Rica. VI Conferência Internacional sobre Manejo da Vida Selvagem na Amazônia e América Latina. Iquitos, Peru.
Prêmios, subsídios e homenagens
  • O Fundo de Conservação de Espécies Mohamed bin Zayed. 2018. Conservação e Educação Ambiental no Impenetrável, Argentina.
  • O Fundo de Conservação de Espécies Mohamed bin Zayed. 2015. Criando um Planejamento Participativo de Conservação para o Pecuária de Chacoan Endêmico e Ameaçado (Catagonus wagneri) no Gran Chaco.
  • Confiança da Terra Mundial. 2015. Criando um Planejamento Participativo de Conservação para o Pecari de Chacoan Endêmico e Ameaçado (Catagonus wagneri) no Gran Chaco
  • A Universidade de Redlands. Bolsa de pesquisa do corpo docente. 2009. Efeitos dos ajustes estruturais nos meios de subsistência locais no Chaco argentino.
  • Wildlife Trust. Anta Brasileira (Tapirus terrestris) e Peccary Branco-Lipped (Tayassu pecari) Análise do estado geográfico abrangendo toda a faixa e configuração de prioridade de conservação.
  • A Universidade de Redlands. Bolsa de pesquisa do corpo docente. 2007. Efeitos dos ajustes estruturais nos meios de subsistência locais no Chaco argentino.
  • Serviço de Pesca e Vida Selvagem dos EUA. 2007-2009. Treinamento de agentes governamentais de vida selvagem local no norte da Argentina.
  • 2006-2007. Povos indígenas e vida selvagem na reserva da Biosfera de Talamanca, Costa Rica.
  • Pesquisa Wallace Fellowship. 2000-2005. Ph.D. estudos.
  • Escritório Federal de Veterninário, CITES Authority, Suíça, Governo da Suíça. 2000-2005. Potencial exploração sustentável de catetos no Chaco argentino.
  • Servizio Conservazione della Natura, Ministero dell´Ambiente, CITES Itália, Itália. 2000-2005. Potencial exploração sustentável de queixadas no Chaco argentino.
  • Idéia Selvagem. 2003. Distribuição e status de conservação de jaguares no Chaco argentino.
  • 2000. Curso Ecologia e conservação das ilhas oceânicas.
  • Comunhão MUTIS. Agência Internacional de Cooperação, Governo da Espanha. 1995-1997. Mestrado em Estudos.
  • Serviço de Pesca e Vida Selvagem dos Estados Unidos. 1997-1999. Uso de recursos naturais por povos rurais e indígenas no entorno do Parque Nacional do Corcovado, Costa Rica.
  • 1997-1999. Uso de recursos naturais por povos rurais e indígenas em torno do Parque Nacional do Corcovado, Costa Rica.

 

Outro pequeno financiamento: Sigma Xi (2001), Programa de Financiamento para Estudos Latino-americanos de U of A (2001 e 2003), Colégio de Pós-Graduação da U de A (2002 e 2004), Estudos da Mulher da U de A (2004), Faculdade de Agricultura da U de A (2004).

Cobertura em notícias e mídia
  • Fox 10 notícias de Phoenix. Javelina lamentando a perda de um dos seus membros do rebanho.
  • De Dodo. Na natureza. 8-Year-Old Boy Films Porcos Selvagens Fazendo Algo Incrível.
  • Humboldt Berlin University Comunicado de imprensa. Perda de habitat e caça excessiva. A extirpação de jaguares do Gran Chaco.
  • Universidade da Flórida. Jaguares declínio rápido na Argentina.
  • Série Mongabay: Global Floresta Reporting Conecte-se . Correndo contra o tempo "para salvar o taguá e seu desaparecimento no Chaco.  
  • Geografia nacional. Os porcos do gambá podem lamentar seus mortos, mostras da metragem.
  • Novo cientista. 'Porcos' tristes foram filmados aparentemente lamentando um amigo morto
  • Correio diário do Reino Unido. Os "porcos-tigre" selvagens choram seus mortos, imagens gravadas por uma criança de oito anos para o projeto de sua feira de ciências revela.
  • Notícias do metrô. Porcos podem chorar.
  • O curador diário. Os javalis choram seus mortos?
  • Iflscience. Peccaries selvagens filmados luto seus mortos pela primeira vez